Mais notícias

sábado, 21 de outubro de 2017

Abertura do VIII Encontro Nacional da Rede Um Grito pela Vida - Brasilia/DF


Neste ano de celebração, a Rede Um Grito pela Vida se encontra para partilhar e avaliar a caminhada, comemorando seus 10 anos de atuação e projetando a continuidade da missão.

O encontro, que se realiza na Casa de Retiro Assunção (DF), de 19 a 22 de outubro, tem como tema: 10 Anos de Compromisso no Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas: Recordar, Celebrar e Projetar! 

Nenhum texto alternativo automático disponível.
Foto: Nanda Soares | Conectidea - Comunicação & Articulação Social



Eixos do encontro: 

a) Avaliação e celebração dos 10 Anos de missão da Rede; 
b) Análise de Conjuntura; 
c) Projeção da continuidade da missão da Rede; 
d) Eleição da nova equipe de Articulação Nacional.

Abertura


No dia 19, deu-se início ao encontro com um belo momento de oração e partilha. Uma vela para cada ano de caminhada, luzes reunidas para celebrar! Na dinâmica, cada região expressou as luzes que iluminam esta trajetória no dia a dia da missão e depois cada um acendeu a sua vela, posicionando-a no seu ano de entrada na Rede. 

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, pessoas em pé, noite, multidão e área interna
Foto: Luis Miguel Modino
Luzes da caminhada


Região Centro-oeste:
  • Força existente entre nós para o trabalho contra o tráfico de pessoas;
  • Irmãs mais idosas na luta, abraçando a causa;
  • Persistência e perseverança na caminhada.
Região Sul:
  • Bom entrosamento entre os núcleos do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul;
  • Diversas parcerias com organismos governamentais e não-governamentais;
  • Acesso às mídias;
  • Visibilidade para o tema, que muitas vezes é negado pelos habitantes do sul;
  • Expansão de núcleos da Rede em diversos municípios de Santa Catarina;
  • Trabalho de conscientização nas escolas, catequese e grupo de jovens.
Região Nordeste:
  • A presença de leigas e leigos na Rede;
  • Articulação com órgãos governamentais e não-governamentais;
  • Compromisso com a missão.


Região Sudeste:
  • Fortalecimento dos grupos;
  • Novos membros na Rede;
  • Maior consciência sobre o tema na região;
  • Denúncias e defesa das vítimas.
Região Norte:
  • Trabalho articulado em rede;
  • Cidadania;
  • Empoderamento das mulheres;
  • Inclusão social;
  • Dignidade Humana;
  • Igualdade de gênero;
  • Maior visibilidade para o tema do tráfico de pessoas na região;
  • Pessoas denunciando as situações de violência.

Também foram partilhados os gritos que se busca responder com ações de sensibilização, prevenção e incidência política, com humanidade e fé.

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, fogo, noite, mesa, comida e área interna
Foto: Nanda Soares | Conectidea - Comunicação & Articulação Social

A imagem pode conter: 1 pessoa 
A imagem pode conter: uma ou mais pessoas
A imagem pode conter: 4 pessoas, pessoas no palco
A imagem pode conter: 7 pessoas, pessoas em pé, pessoas dançando e atividades ao ar livre

Em seguida, ir. Eurides Alves de Oliveira, coordenadora da Rede Um Grito pela Vida, deu sequência à abertura do evento saudando @s participantes, repassando o cronograma e ressaltando o diferencial da missão, que é a motivação humana e a fé. 

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, mesa e área interna
Foto: Luis Miguel Modino
A imagem pode conter: 2 pessoas, pessoas sentadas, mesa e área interna

"Somos rede: sempre há espaço para amarrar 
as cordas e reforçar os nós, os pontos, destacou."
(Eurides A. Oliveira)

Nenhum comentário:

Postar um comentário